Caipiras de Araçatuba invadem Casa das Rosas

12/02/2011 - O Concurso de Contos “Cidade de Araçatuba” foi lançado oficialmente em São Paulo, na Casa das Rosas, na noite desta sexta-feira (11). Esta é sua 24ª edição e a primeira aberta também a escritores de outros países de língua lusófona. Também é inédito o fato de o evento ter sido lançado fora de Araçatuba. A solenidade marcou ainda a abertura das inscrições, que encerram em 3 de maio.
Plateia na Casa das Rosas
 Durante a cerimônia, houve sarau de poesia e apresentação da cantora Talita Rustichelli. Dezenas de pessoas que residem em São Paulo e em outras cidades, como Várzea Paulista e Suzano, prestigiaram o evento, além de uma comitiva de Araçatuba composta por membros da Academia Araçatubense de Letras, do Conselho Municipal de Políticas Culturais e da prefeitura.

O prefeito Cido Sério também fez questão de se deslocar até a capital paulista, assim como o secretário municipal de Cultura, Hélio Consolaro, que explicou por que lançar o concurso a mais de 500 quilômetros da cidade de origem. “Não parece uma loucura? Sim, loucura do entusiasmo e do desejo. Desejar que Araçatuba globalize o seu provincianismo”.
Regina de Miranda Teixeira Aguiar - esposa do homenageado
 No seu discurso, o secretário disse também que o ato é uma forma de “gritar ao mundo” o orgulho de ser caipira. “Fazer a abertura do concurso aqui, no templo da literatura paulista, é dizer a esta megalópole que o interior existe, que a literatura não é feita apenas de best-sellers, mas também de escritores com tiragem de 500 exemplares”, afirmou.
Hélio Consolaro, secretário municipal da Cultura, discursa. 
Alexandre Melinsky, diretor da Cultura, é o mestre de cerimônia
 
Homenagem

E para o primeiro ano internacional do concurso a Secretaria de Cultura decidiu homenagear um escritor de Araçatuba. O escolhido foi Maurício do Valle Aguiar, autor dos livros “Em Busca do Sol Fugitivo” (1964), “Terra no Sangue” (1965) e “Estórias contadas ao entardecer” (1997). Na solenidade desta sexta-feira, a viúva do escritor, Regina de Miranda Teixeira Aguiar, disse ter ficado “muito agradecida e sensibilizada” com a homenagem.
Prefeito de Araçatuba, Cido Sério, discursa, 
finalizando a solenidade e dando início ao sarau