Sarau na tulha foi muito bom

No planejamento das comemorações da Semana do Meio Ambiente, o sarau era para ser na tulha, mas ela estava cheia de coisas. Resolvemos começar defronte à tulha e ir até o barracão em caminhada, mas choveu, fez lama. O barracão fica bem no meio de um arvoredo, bem ecológico. As tochas estavam acesas para orientar os convidados.


O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Jorge Hector Rozas, trouxe a chuva por uma semana. Ela gostou tanto do trabalho do argentino que resolveu morar aqui por alguns dias. Ninguém desistiu. Havia muita gente. Carros derrapando, quase atolando, mas chegamos. Parecia um rali literário.

Organização: Grupo Experimental de Araçatuba
Apoio: Secretaria Municipal de Cultura - Araçatuba

O prefeito Cido Sério (PT) recitou um poema do Patativa do Assaré e saiu para cumprir agenda. A ex-secretária Beatriz Nogueira cantou Romaria. Este blogueiro levou um banco de poemas e recitou alguns. Até Talita Rustichelli sambou, bem no finalzinho do evento, que terminou à meia-noite. O som esteve a cargo de Magrão e Arlei.


Manuela Sant'Ana Trujilo, Hélio Consolaro, Vicente Marcolino, José Hamilton Costa, Maria José, Antenor Rosalino, Marianice Paupitz, Tito Damazo, Cidinha Lacerda, Tina recitaram poemas. Outros cantaram, como o violonista Lionel.
Estiveram presentes Éderson da Silva, Valdevino Bittencourt - secretários da atual administração municipal.
Henry Mascarós, Mário Bueno - artistas plásticos. E muitos outros.
Talita canta, Ariane no teclado, um convidado no pandeiro

Público presente

Público presente

Cidinha Lacerda entre amigos

Tito Damazo lê o seu poema

Jorge Hector Rozas, esposa Mara e amigo    
Beatriz Nogueira canta Romaria


Thiao Mosaico, artista plástico, lendo um texlto


José Hamilton Brito, Hélio Consolaro (Consa) com 
a esposa Helena e Tito Damazo. 
No final, Talita abandonou o microfone e caiu no samba