Jornada de literatura percorreu os desvãos da literatura e outras artes


Show de encerramento de Antônio Carlos e Jocafi na Praça João Pessoa
Na última semana, Araçatuba ficou imersa nos desvãos da literatura e outras artes através da 6ª Jornada de Literatura. Com diversas atividades culturais em escolas, teatros e biblioteca, a jornada integrou a cidade num intenso cronograma de ações. Envolvendo escritores e artistas locais e de outras partes do país, o resultado final da Jornada de Literatura bateu recorde e superou todas as expectativas.

Ana Lúcia Arruda com aluna durante palestra na Jornada
A 6.ª Jornada de Literatura foi realizada pela Prefeitura de Araçatuba, com promoção da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e contou com o apoio Secretaria Municipal de Educação (SME), Diretoria Regional de Ensino, SESC, Academia Araçatubense de Letras (AAL), núcleo regional da União Brasileira de Escritores (UBE), Oficina Cultural Sílvio Russo, Livraria Nobel e Programa Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som).

Interação com os alunos foi intensa durante os cinco dias do evento
LITERATURA
Nos cinco dias de jornada, diversas atividades integraram alunos da rede pública e privada municipal de ensino e escritores de Araçatuba e demais regiões do país. A arte literária foi discutida e apresentada de diferentes maneiras aos alunos, que puderam conhecer um pouco mais do trabalho dos escritores.

O escritor Jean Oliveira também promoveu palestras nas escolas 
Dentre os escritores araçatubenses que visitaram as escolas estiveram presentes; Jean da Silva Oliveira, Fernando Henrique Bononi, Mário Henrique Silveira Bueno, Rita de Cássia Zuim Lavoyer, Caroline da Silva Rodrigues, Tito Damazo, Marilurdes Martins Campezi, Yara Pedro de Carvalho, Antônio Luceni, Emília Goulart, Marianice Paupitz Nucera, Ana Lúcia de Arruda Ramos Rezende, José Hamilton da Costa Brito, Maria Rosa Dias, Pedro César Alves, Amarildo Brilhante, Marc Souza, Elaine Alencar, Hosanah Spindola, Duxtei Vinhas Ítavo, Albertina Saraiva Vicente e Manoela Sant'Ana Trujílio.

O escritor mineiro Gabriel Araujo teve uma conversa animada com crianças da rede pública
Nas escolas, o clima era de entusiasmo entre os alunos, que, com a presença dos escritores, puderam aprender ainda mais os desvãos da literatura. Outros escritores que estiveram presente na jornada foram Gabriel Araújo dos Santos, da cidade de Campinas; Paulo Henrique Pappen, da cidade de Porto Alegre e Marc Souza, da cidade vizinha Birigui.

Ana Lúcia Arruda também conversou com professores
PALESTRAS
O poeta, crítico, editor e sociólogo Reynaldo Damazio, da cidade de São Paulo, ministrou palestra à educadores da cidade na Diretoria de Ensino de Araçatuba. O tema da palestra foi criação literária “O mundo como prosa”. O escritor falou sobre questões educacionais, literatura e o futuro desse segmento.

Secretário de Cultura Hélio Consolaro, representantes da diretora de ensino, o escritor Reynaldo Damazio e Douglas Augusto, coordenador da Oficina Silvio Russo
Reynaldo é colaborador das revistas “Nossa América”, “Arte Brasileiros” e do guia mensal de livros da Folha de São Paulo. Tem como obras publicadas “Horas Perplexas” e organizador junto com Tarso de Melo, de “Literatura e Cidadania” e “Subúrbios da Caneta”.

TEATROS
No ciclo teatral, três escolas municipais receberam a peça teatral “De Carona com Dom Quixote”, da Cia. De Cara na Cena. Os alunos das escolas E.E. Vaniole Marques Pavan, E.E. Purcina de Almeida e a E.E. Maria do Carmo Lélis assistiram à peça que remonta a história de Dom Quixote e suas aventuras.

Peça "De Carona Com Dom Quixote" apresentou-se em três escolas municipais
Na noite de quarta (10), o Teatro Paulo Alcides Jorge recebeu um sarau literário intitulado “Ciclo de Poesia”, organizado pela Academia Araçatubense de Letras e a União Brasileira de Escritores, núcleo araçatubense. O sarau contou com a participação da atriz global Carina Porto, que interagiu com os escritores em cena.

"O Canto das Vitaminas" trouxe temática educativa as crianças 
O espetáculo “O Canto das Vitaminas”, que tem como objetivo transmitir mensagens de conscientização de uma boa alimentação através de um meio cultural, além de abordar questões como a valorização da natureza e a conscientização do desperdício também estiveram presentes nas atividades da jornada. A peça foi apresentada no Teatro Castro Alves e recebeu diversas crianças da rede pública municipal.


LANÇAMENTOS
Na penúltima noite (11) da 6.ª Jornada de Literatura de Araçatuba, o Teatro Paulo Alcides Jorge foi palco do lançamento do livro "Encontro na Feira", autoria da psicopedagoga Ana Lúcia de Arruda Ramos Rezende e da nutricionista Lívia Bernardes Rodrigues.

O lançamento teve apresentações do coral Projeto Vozes, iniciativa da unidade do SEST/SENAT, vinculado ao setor de transportes. Ana Lúcia Rezende diz que foi muito gratificante a presença dos familiares, amigos e demais pessoas que prestigiaram o evento. O secretário Hélio Consolaro esteve presente.

Outro lançamento que ocorreu durante a jornada de literatura de literatura foi à coletânea “Tantas Palavras”, organizado pela UBE, núcleo regional da instituição. O livro reúne contos e poemas de diversos escritores membros da organização, e que teve venda inclusive na Bienal do Livro em São Paulo.

A escritora Marilurdes Martins Campezi também promoveu o lançamento de seu livro “Larissa e as Estrelas”, de literatura infantil durante as atividades culturais da jornada. O lançamento ocorreu nas escolas Unicolégio, Colégio Fênix e na Emeb Henny Ferraz Homem.

CINEMA
A arte cinematográfica foi abordada durante a 6ª Jornada de Literatura por meio do programa Pontos MIS (Museu da Imagem e Som). As projeções ocorreram no teatro Paulo Alcides Jorge, anexo a biblioteca.
 
Exibição do filme "Olga" no Teatro Paulo Alcides Jorge
Três produções nacionais foram selecionadas para contemplar o público araçatubense. Dois deles voltados ao público adulto e outro com temática infantil. Os títulos escolhidos para serem exibidos foram: “Menino Maluquinho”, “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Olga”, este último sendo o mais prestigiado pela população.

ACADÊMICOS
Na noite da terça-feira (09) a Academia Araçatubense de Letras (AAL) empossou seus três novos membros, que agora integram o rol de imortais. São eles Anísio Canola, Tarso José e Marianice Paupitz Nucera.

A solenidade ocorreu no Teatro Municipal Castro Alves e contou com a presença de autoridades, membros da AAL, UBE, familiares e cidadãos.

PORTAL
Na abertura da jornada, a Biblioteca Municipal “Rubens do Amaral” inaugurou o novo portal de consulta do acervo de livros. O portal beneficia usuários, escritores, professores, membros da Associação Amigos do Livro de Araçatuba e demais cidadãos a pesquisar, renovar e reservar os títulos da biblioteca.

Show de Antônio Carlos e Jocafi, promovido pelo SESC, encerrou as atividades da Jornada de Literatura
MÚSICA
No último dia das atividades, o público conferiu o show de “Antônio Carlos e Jocafi cantam Jorge Amado”.  O evento, promovido pelo SESC dentro da 6ª Jornada de Literatura, ocorreu na Praça João Pessoa e reuniu centenas de pessoas.

Público compareceu em peso ao encerramento

Baseado no cd homônimo gravado por Antonio Carlos e Jocafi, o show apresentou composições musicais sobre personagens criados por Jorge Amado, além de composições autorais da dupla. Músicas como: Malvina, Dona Flor, Tereza Batista e Capitães de Areia, levaram ao publico a uma imediata identificação com o universo literário do escritor baiano, promovendo, assim, uma rica interação lítero-musical.


BALANÇO
O secretário municipal de Cultura Hélio Consolaro exaltou o belíssimo resultado adquirido ao longo dos cinco dias de intensas atividades culturais na cidade. “Mais uma vez, Araçatuba esteve imersa no ambiente literário e nos desvãos de outras artes. Foi enriquecedor para todos os participantes, organizadores e públicos em geral, que acompanharam intensamente todas as atividades”, destaca o secretário.

“Percorremos diversas escolas e proporcionamos aos alunos um encontro grandioso de muito ensinamento. Tudo isso, de maneira lúdica e interativa”, finaliza Consolaro.

O secretário ainda enaltece o entusiasmo das escolas e escritores que desempenharam papel fundamental na realização do evento e destacou que a tendência nos anos seguintes é crescer ainda mais.