O vencedor do Concurso de Contos Cidade de Araçatuba na categoria nacional


José Humberto Henriques recebendo o Prêmio Fundação Carlos Drummond, em Itabira

O primeiro colocado, categoria nacional, do Concurso de Contos Cidade de Araçatuba é de Uberaba, José Humberto Silva Henriques, médico cardiologista de Uberaba-MG. Pelo que se percebe pela internet, personalidade muito ativa naquela cidade.

No concurso de Araçatuba, ele participou com o conto "A tonsura da vida conforme se rege", cujo personagem Geraldo vê o mundo se poluir através do rio Filisbino, onde pescava. José Humberto receberá R$ 2.000,00 como prêmio. O dinheiro vale pouco, mas o título de campeão será cultivado pelo Dr. José Humberto.     

BIOGRAFIA

José Humberto Silva Henriques nasceu em Brejo Bonito, município de Cruzeiro da Fortaleza, MG, em dezembro de 1958. 
Mudou-se para Uberaba em 1969, onde concluiu o ensino médio no Colégio Diocesano.

José Humberto Silva Henriques formou-se médico pela Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, Uberaba, 1981. Especializou-se em cardiologia pela Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Preto em 1983. E em cardiologia infantil pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia do Estado de São Paulo, em 1984.

José Humberto Silva Henriques também é mestre em clínica médica pela Universidade de São Paulo em 1994. Doutor em clínica médica pela Universidade de São Paulo em 2002. Professor de Cardiologia na Faculdade Federal de Medicina do Triângulo Mineiro, em Uberaba. 

NA LITERATURA 
Romancista, poeta, dramaturgo e ensaísta, novelista e contista.

José Humberto é um escritor no mínimo impressionante. 

Não bastasse percorrer todos estes gêneros literários, o que já não é muito comum, detém a inacreditável marca de mais de 250 livros escritos.

Recebeu mais de 90 prêmios literários, dos quais destacamos os mais recentes: 

1º Prêmio Nacional Vereda Literária 2002 - Uni-BH; 

3º Concurso Blocos de Poesias - Rio de Janeiro (RI); 

Prêmio Cora Coralina de Literatura, Goiânia (GO), 2002; 

Concurso Literário Nacional Taba Cultural, 2001, Rio de Janeiro (RJ); e muitos outros, totalizando mais de 80 prêmios literários recebidos.

José Humberto é Membro da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, ocupando a Cadeira nº 26, assumindo a Vice-presidência em 2009 e Presidência em 2011 até 2013. 

Premios Literários
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.
Prêmio Internacional Guimarães Rosa 1996 | Radio France Internacional | Paris | France | Menção Honrosa | Conto: Clemente e o Manequim.

Obras publicadas (entre outras):
Urucuia, romance, 1997
Roxo Rosa, contos, 1997
A Causa da Divininha Rapa do Tacho, novela, 1999
Eco Molhado Vis Vidro Moído, poemas e visuais, 2000
Nhangüera, romance, 2000
Xacriabá, romance, 2000
Cangalha, romance, 2001
A Inutilidade da Estética, ensaio, 2008

O Gafanhoto e a Solidão, romance, 2008